30 maio, 2011

Simplesmente horrivel!

Há uns dias, a Clara foi atrás do choro, que me valeu um valente susto!
Depois de a ter contrariado começou a chorar, um choro profundo e contínuo (apenas não se quis vestir depois do banho). Comecei a vê-la sem respirar, o ar não entrava nem saía. Começou a ficar cada vez mais pálida e a ficar com os lábios roxos (estou a arrepiar-me só de me lembrar). Estava a ficar em pânico porque não a conseguia fazer respirar. Estava a preparar-me para a virar de cabeça para baixo, quando depois de um abanão voltou finalmente a respirar. Fiquei sem reacções, mas o meu instinto "respondeu" por mim. Não quero que volte a acontecer. Não quer olhar para a minha filha com cara de aflição apenas porque vai atrás do choro. Foi muito aflitivo, não quero mais.

Os vossos filhotes já vos pregaram alguma do género?

9 comentários:

anasantos79 disse...

Ai miga nem consigo imaginar o susto que apanhastes :/
Ainda bem que ela depois reagiu !!

Nunca passei por uma situação dessas!!

beijinhos & miminhos

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

Aconteceu-me uma vez, tinha ele 10 meses, chegou msm a desfalecer!
Foi a pior sensação da minha vida.

Andreia disse...

Ana falámos disso na última reunião! É normal fazerem essas coisas não se pode alarmar e tem de reagir! Muito importante: Reagir sim fazer tudo o que a Clara quer para evitar que se vá no choro Proíbido! A Clara está na fase das birras, na sala também faz muitas por tudo e por nada é contrariada e não se vai no choro. Seja firme por mais que lhe custe esta fase vai passar!!!!!

A side of me disse...

Andreia é verdade. Lembro-me da conversa. Mas o abanão resultou. Felizmente. Começou a ficar tão pálida e de lábios roxos que me assustei a valer. Como diz a Tânia, a pior sensação da vida. Teimosa de um raio pah! Não sai à mãe!!! LOLOL

Ni! disse...

Olá. Uma dessas nunca nos aconteceu. Mas a propósito do nosso instinto responder por nós, vou-te contar um episódio, tinha o M. 24 horas de vida. Nas primeiras 24 horas nunca mamou bem, dava a sensação de estar enjoado. Enquanto lhe mudava uma fralda, engasgou-se (ainda tinha porcarias na garganta e por isso não mamava bem). Comecei a vê-lo sufocar, ficar roxinho, o meu bebé acabado de nascer. Não sei onde fui buscar presença de espírito. O pai e a minha prima que estavam no final da visita ficaram pálidos, sem reacção. Eu, virei-o de lado e calmamente (calma aparente, porque o meu coração veio-me à boca) dei-lhe uma pancada seca nas costas (benditas aulas de PPP). Ele deitou fora a porcaria que o estava a incomodar e respirou. Depois disto só fui capaz de dizer "alguém toque a campainha" enquanto as lágrimas caíam sem controlo. A enfermeira veio, estava tudo bem com o bebé, deu-me os parabéns pela reacção e a partir daí começou a mamar como deve ser :) É um momento que não esqueço. Passei essa noite a mandar sms's ao meu marido para o tranquilizar. Mas soube naquele segundo, que era mãe. Beijinho e desculpa o testamento :)

A side of me disse...

Ni, os testamentos não me incomodam nada. Muito pelo contrário, relataste um episódio que se passou contigo e que tiveste a rapidez de reacção. São alturas em que ficamos, como dizes, com o coração na boca.

Andreia disse...

Mãe é Mãe sabe sempre o que fazer!!!!

Sandra disse...

Ana, o Martim nunca me fez isso, mas o que deves fazer é permitir que haja uma "deslocação de ar" normalmente o movimento de a elevar e voltar a nós é suficiente... Muitos miúdos fazem isso para nos testar, o truque é mesmo ajudá-los, sem lhe fazer a vontade...

Como sabes a minha experiência é bem menor que a tua, mas este é o conselho que me deram e que para mim faz sentido!!

E espero que o cagaço que ela também apanhou de certeza que a faça recordar na próxima vez que tentar a sorte!! ;)

A side of me disse...

Sandra foi mais ou menos isso que fiz. Um ligeiro abanão. Mas não levou a dela a avante. Todos os conselhos e opiniões são benvindos :D